POPUP
AJUDE ESTA OBRA

Como viver a Páscoa em família?

Igreja | 10 de Março 2020

Viver a Páscoa em família significa experimentar a riqueza desta festa litúrgica. Algumas atitudes práticas ajudarão pais e filhos nesta caminhada. Confira quais são elas neste post!

Como viver a Páscoa em família?

A Páscoa é uma das celebrações litúrgicas mais importantes do ano, pois é por meio dela que os cristãos reafirmam a fé na ressurreição de Jesus Cristo. Vivê-la em família é fundamental para que os filhos compreendam que ela vai muito além de chocolates, coelhinho e presentes.

Por isso, é importante que os pais envolvam as crianças e os adolescentes na caminhada pascal, que tem início na Quaresma, fazendo com que eles sintam, verdadeiramente, o amor por Cristo e pela Igreja.
Quer dicas para vivenciar a Páscoa da melhor maneira com a sua família? Continue a leitura e confira!

Quaresma: uma importante caminhada com Jesus

Para os adultos, jejuar e evitar o consumo de carne faz todo o sentido na caminhada quaresmal. Mas, que tal pensar em uma forma diferente de fazer penitência e sacrifício com as crianças e os adolescentes? Talvez abrir mão de consumir um doce ou de usar o celular ao longo desses 40 dias. 

Antes de mais nada, é fundamental explicar para os pequenos o que isso significa. Conte a eles sobre a história de Jesus, que passou 40 dias e 40 noites no deserto resistindo às tentações, e isso só O fortaleceu na fé e na sua missão.  Por meio do jejum e da oração, Ele ficou preparado para encarar o martírio e salvar a todos pela ressurreição. 

Também pode ser interessante montar um calendário com pequenas tarefas diárias nesse período. Ler e refletir um trecho bíblico em família, fazer um elogio para alguém do convívio, pedir desculpas por alguma falha que tenha cometido, separar brinquedos e roupas para doar a quem precisa, orar em família, agradecer a Deus pela vida e pelas conquistas, enfim, construir juntos essa caminhada. Certamente, viver a Páscoa em família vai proporcionar maior união e amadurecimento da vida cristã.

Leia também:

Celebrações da Páscoa: vivência na vida comunitária 

As celebrações comunitárias são uma ótima oportunidade para viver a Páscoa em família. São muito especiais, cheias de significado, por isso, devem fazer parte da vida do cristão desde a infância. 
Durante a celebração, de forma discreta, pode-se explicar para as crianças cada etapa. Isso, claro, não precisa acontecer apenas na Páscoa. Pode ser uma prática constante. Por exemplo: o que significa o ato penitencial? O que é o ofertório? E, por aí vai... 

Assim, os pequenos se sentirão parte e mais ativos nas celebrações e, conforme crescem, a fé crescerá com eles também. Vale ressaltar ainda que os filhos agem observando os pais, portanto, percebendo e sentindo a participação do pai e da mãe na vida comunitária com profundidade e coração aberto, certamente, a família toda agirá da mesma forma.

Sexta-feira Santa: dia de silêncio, penitência e oração

É um grande desafio manter o silêncio neste dia. Contudo, é importante combinar com a família que a televisão, o som e demais equipamentos eletrônicos ficarão desligados. Para que isso aconteça, é necessário que se entenda o real motivo disso. Viver a Páscoa em família passa por esta reflexão. 
A Sexta-feira Santa é o dia em que os cristãos lembram a morte de Jesus na cruz, oferecendo-Lhe em sacrifício pela salvação de todos. Para tanto, é no silêncio que cada um vai pensar sobre esse gesto. Além, disso é fundamental participar da via-sacra e da celebração da Paixão em família, assim se vive de forma mais concreta essa passagem da vida de Cristo.

Páscoa: a festa da vitória

Mesmo diante de tantas opções deliciosas e divertidas que o comércio oferta nesta época do ano, é fundamental colocar a Ressurreição de Jesus como centro de tudo.
Por isso, que tal aproveitar a caça dos ovos de Páscoa pela casa para explicar às crianças o que o costume representa? Tem origem cristã e simboliza Cristo Ressuscitado: assim como o ovo oculta uma vida que brotará, a tumba de Jesus também oculta sua futura ressurreição. 


O Coelho da Páscoa, por sua vez, é igualmente um símbolo cristão, que representa a fertilidade e a esperança de vida. Neste contexto, é também uma das representações da ressurreição de Jesus Cristo. 
Muitos pais têm dificuldade de fazer a família toda se envolver na celebração da Páscoa. Mas, é importante lembrar: Deus está no seu lar! Como cristãos, contem com Ele para guiar seus filhos na vivência da Palavra, não apenas durante o tempo pascal, mas por toda a vida!

 
 
Deixe seu comentário
Compartilhe