POPUP
AJUDE ESTA OBRA

Dicas para preparar-se para a Quaresma

Igreja | 27 de Janeiro 2020

A Quaresma é um tempo especial de renovação, de deixar para trás o homem antigo e viver um novo. Tempo de penitência, oração e proximidade para com Deus. Confira nesse texto dicas para se preparar para a Quaresma!

Dicas para preparar-se para a Quaresma

Quaresma é tempo de conversão, um período muito especial em que, como cristãos, somos convidados pela Igreja a fazer uma renovação espiritual em nossas vidas. É tempo do perdão e da reconciliação fraterna, de escuta da Palavra de Deus, de preparação e da memória do Batismo. 

Com início na Quarta-feira de Cinzas e término no Sábado de Aleluia, antecedendo o Domingo de Páscoa, são 40 dias de reflexão e imersão na misericórdia divina, lembrando-nos das nossas responsabilidades enquanto católicos, imagem e semelhança do Senhor, nos dedicando a viver com mais afinco o caminho cristão, uma vez que, por meio do pecado, vamos tomando rumos diferentes aos que Deus quer para nós.

Para que o seu tempo quaresmal seja vivido conforme o real sentido deste tempo, separamos algumas dicas para você colocar em prática. Acompanhe!

Intensifique e fortaleça os momentos de oração


Seja pessoal ou comunitária, a oração é fundamental no tempo de Quaresma. É o momento de entrar em comunhão com Deus, tornando-se íntimo do Pai. Por isso, não poupe esforços para intensificar e fortalecer esses instantes. Que tal começar estabelecendo um tempo no seu dia para rezar e refletir sobre o que a Bíblia diz? 

Pratique a confissão e a penitência


A Quaresma é um tempo propício para a penitência. Conforme ensina o Catecismo da Igreja Católica (CIC), “esses tempos são particularmente apropriados aos exercícios espirituais, às liturgias penitenciais, peregrinações em sinal de penitência, privações voluntárias como o jejum e a esmola, a partilha fraterna (obras de caridade e missionárias)” (CIC, número 1438). 

Não se trata de um castigo, mas uma forma de buscar a santidade e a purificação. Desse modo, não deve ser feita como obrigação, pelo contrário, com vontade, alegria e, principalmente, sabendo do propósito desta ação.

Faça o jejum e a abstinência


A abstinência se restringe ao uso de carnes, mas não de ovos, laticínios e qualquer condimento à base de gordura animal. Na Quaresma, todas as sextas-feiras são dias de praticar a abstinência.

O jejum, por sua vez, deve ser feito conforme suas condições para que o corpo seja sujeito ao espírito. E, jejum não é só de alimento. É possível estabelecer jejum de fofoca, de palavras nocivas, de atitudes que vão contra os ensinamentos que Jesus nos ensinou. 

Ajude com esmola e caridade




“Tenhamos caridade e humildade e façamos esmolas, já que estas lavam as almas das nódoas dos pecados” (São Francisco).

Quaresma é tempo de fraternidade! Por isso, veja o que você pode fazer por uma pessoa ou família que carece de doações. Sua caridade pode ser feita em forma de roupas que não usa mais, de alimentos e, inclusive, de orações.  

Assim nos lembra São Leão Magno: “estes dias quaresmais nos convidam de maneira premente ao exercício da caridade; se desejamos chegar à Páscoa santificados em nosso ser, devemos pôr um interesse especialíssimo na aquisição desta virtude, que contém em si às demais e cobre multidão de pecados”. 

Seja humilde


A humildade não é somente importante para o progresso pessoal no caminho da santidade e no tempo pascal, mas essencial para o bom funcionamento da vida comunitária. Ela permite que a corrente divina da graça passe através de uma pessoa sem provocar chamas de orgulho e de rivalidade.

Ao menos na Quaresma, evite falar de si mesmo e exibir-se. Não queira aparecer mais do que os outros, defendendo seus pontos de vista de maneira acirrada e competitiva. Só seja humilde!

Participe da Vigília


O Círio Pascal é a grande vela acesa que simboliza o Senhor Ressuscitado. É o símbolo mais destacado do Tempo Pascal, que fica sobre uma coluna ou candelabro enfeitado no altar.

Aceso na vigília Pascal como símbolo de Cristo, que é luz, o Círio simboliza a alegria da fé que deve irradiar em nós, a fé naquEle que, por nós deu a vida, e que brilhou no meio da escuridão.  Ele é preparado na primeira parte da vigília e, aceso, no rito do Fogo Novo. 

E aí, vamos viver esse tempo quaresmal de corpo e alma? Faça jejum, reflita com um exame de consciência, se fortaleça nas orações diárias, busque o perdão pelos pecados que te afastam do reino de Deus, busque, de fato, o que Jesus quer de nós, cristãos, não só ao longo desses 40 dias, mas por todos os próximos que virão. 

 
 
Deixe seu comentário
Compartilhe