POPUP
AJUDE ESTA OBRA
Inauguração do Centro Cultural Memorial Pe Léo reúne amigos e familiares
Crédito da foto - Elvis Cedro
 

O Centro Cultural Memorial Pe Léo, em Lorena (SP), foi inaugurado no dia 1º de novembro, em uma cerimônia para convidados, e aberto ao público na sexta-feira, 2. O espaço foi construído no estacionamento do Shopping Eco Valle, às margens da rodovia Presidente Dutra, KM 53. 
Com arquitetura moderna e bastante tecnológico, o Memorial traz um ambiente audiovisual que possibilita a interação com o público. O presidente da Comunidade Bethânia, padre Vicente de Paula Neto explicou que o Memorial em Lorena é um complemento do Memorial em São João Batista (SC). “Este espaço é um sonho realizado. Porque há 11 anos, quando decidimos fazer o Memorial em São João Batista, tínhamos a certeza no coração que precisávamos trazê-lo para a região do Vale do Paraíba, especialmente pela proximidade com a Canção Nova, que foi importante canal amplificador da voz do Pe Léo como evangelizador e comunicador”.
Ele ressaltou que o projeto em Lorena reúne, ao mesmo tempo, o homem simples que foi Pe Léo, com o homem ousado e a frente de seu tempo. “É um espaço de muito bom gosto, moderno, tecnológico, com possibilidade de tocar o coração das pessoas, unindo o antigo com o moderno. Queremos aqui fazer um trabalho de evangelização e também prevenção junto aos jovens, escolas e universidades”.
A cerimônia de inauguração, na quinta-feira, 1º, teve a presença de convidados que viveram muito próximos ao Pe Léo, como amigos e familiares. A cofundadora da Canção Nova, Luzia Santiago foi uma delas. “É uma emoção só fazer parte desse momento. Em cada coisa que fui vendo e visitando neste Centro Cultural Memorial Pe Léo, percebi que ele continua muito vivo. E os sentimentos revelam que estamos diante de um santo”, disse. 
Luzia afirmou que precisará visitar mais vezes o Memorial em Lorena, pois tem a certeza de que é ali que encontrará Pe Léo em cada frase, em cada painel e em cada pedacinho. “Aqui é Bethânia, aqui está o Pe Léo”.
Dunga, que participou de tantos acampamentos na Canção Nova ao lado de Pe Léo, também prestigiou a inauguração. “Muito bom poder recordar esses momentos que vivemos com esse homem que é especial, uma pessoa fantástica que aprendemos a conhecer e a amar. E o bonito é fazer a homenagem, nós que convivemos com ele, estarmos juntos aqui, um olhar o outro e dizer: Realmente era assim mesmo”.
Em meio a risadas, o diácono Nelsinho Corrêa lembrou que Pe Léo não gostava de homenagens. “Se estivesse aqui, estaria bravo. Mas onde está, com certeza está feliz. Realmente, ele merece. Pe Léo sempre nos leva para Deus”, disse.

Espaço de amor acolhedor
Bastante emocionado, Pe Vicente afirmou que o Centro Cultural Memorial Pe Léo será um ambiente muito fecundo em que as palavras do Padre Léo continuarão ecoando. “É um espaço de amo acolhedor para todos que visitarem. Estamos muito felizes, gratos a Deus e certos que Pe Léo, lá do céu, intercede por nós e confia mais essa missão à Família Bethânia”.
Na sexta-feira, 2, o Memorial foi aberto ao público e teve movimentação durante todo o dia. Durante a noite, ocorreu ainda o EvangelizaShow: Viva a vida, a morte não é o fim, com pregação do consagrado de vida, Ney Lima. “Não tenho dúvida que esse Memorial é reflexo dos 100% que Pe Léo dedicou a Deus. Ele, como diz Monsenhor Jonas Abib, não foi enterrado, ele foi plantado. O Memorial é só um dos rastros de Deus que o Léo deixou. O fato de ter vivido com tanta intensidade e ainda nos provoca a viver esses 100% o Evangelho, é que faz com que a obra”.
O administrador do recanto Lorena (SP), Odair  Bernardo de Oliveira participou da festa de inauguração e levou os 22 filhos de Bethânia para prestigiarem também. “Para nós é uma grande alegria, porque há muito tempo sonhávamos com algo grandioso como este lugar, porque aqueles que vierem conhecer o Memorial, conhecerão mais do recanto de Lorena também”, comentou.
O Padre Carlos Alberto Victal, conhecido como Frei do Cantinho da Criança, conviveu com Pe Léo, e até hoje ajuda a obra de Bethânia, em Lorena. “Pe Léo é um marco em minha vida e na Canção Nova. Ele ensinou muita coisa, principalmente a simplicidade. Ele era único. E me ensinou a ser assim: simples, mas de entrega total a Deus. Me ensinou a conviver com os simples e a viver para os simples, por isso, cada vez que estou em Cachoeira Paulista, meu lugar também é estar na Comunidade Bethânia, em Lorena”, disse.

Gratidão
O presidente da Comunidade Bethânia afirmou que o sentimento com a inauguração do Centro Cultural Memorial Pe Léo é único: gratidão. “Gratidão a Deus, ao Padre Léo por permitir fazermos parte dessa história. Gratidão ao pessoal do shopping Eco Valle e a todas as pessoas que, incansavelmente, trabalharam para que esta obra pudesse acontecer”. 

Horário de funcionamento
O Centro Cultural Memorial Padre Léo, em Lorena (SP) funcionará todos os dias, das 13h às 17h. O espaço acolherá caravanas e peregrinações que estarão a caminho do Santuário de Nossa Senhora Aparecida e da Canção Nova, em Cachoeira Paulista.


 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas