POPUP
AJUDE ESTA OBRA
ACESSE A NOSSA LOJA
Comunidade Bethânia é citada em audiência papal no dia do combate ao abuso e tráfico de drogas


Na audiência geral desta quarta-feira, 26 de junho, realizada no Vaticano, o Papa Francisco fez um apelo contundente contra a escravidão das drogas e destacou a necessidade urgente de reconduzir aqueles que sofrem com a dependência para uma vida nova e digna. A ocasião coincidiu com o Dia Internacional contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas, instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 1987.


Durante seu discurso, o Pontífice abordou os inúmeros males provocados pelo uso de substâncias entorpecentes e os devastadores impactos sociais decorrentes dessa prática. Francisco relembrou as palavras de seus predecessores, São João Paulo II e Bento XVI, cujas mensagens sobre o tema continuam a ressoar fortemente.


Evocando a mensagem de São João Paulo II, Francisco citou: "O abuso de drogas empobrece todas as comunidades onde está presente. Diminui a força humana e a fibra moral. Isso prejudica os valores estimados. Destrói o desejo de viver e contribuir para uma sociedade melhor." A mensagem pontua a profundidade do impacto das drogas, não apenas no indivíduo, mas em toda a comunidade.


O Papa também fez referência à visita de Bento XVI ao Brasil em 2007, quando o então pontífice teve a oportunidade de conhecer a Fazenda Esperança, uma comunidade terapêutica ligada à Igreja Católica. Essa instituição é conhecida por acolher e apoiar pessoas que lutam contra a dependência química, oferecendo-lhes um caminho de recuperação e esperança.


Durante a audiência papal também foram mencionadas outras entidades que desempenham um papel vital nesse contexto, destacando a Comunidade Bethânia como um exemplo notável de dedicação ao serviço de recuperação de dependentes químicos.


"Estamos profundamente felizes por essas menções e pela crença nessa causa que nos move," comentou um representante da Comunidade Bethânia. A audiência foi um momento de reforço da missão pastoral da Igreja em combater o flagelo das drogas e promover a dignidade humana.


O apelo do Papa Francisco ecoa a necessidade de um esforço coletivo e contínuo para erradicar a dependência química e apoiar a reintegração dos afetados, reafirmando o compromisso da Igreja Católica com a promoção de uma sociedade mais justa e compassiva.

 
Indique a um amigo
 
 
Notícias relacionadas