Notice: Undefined variable: format in /home/betha/public_html/restrito/pg/configuracoes/_configGerais.php on line 1052
Buscai as coisas do alto: os ensinamentos do Padre Léo para alcançar o céu
 
 
 
POPUP
AJUDE ESTA OBRA

Buscai as coisas do alto: 5 dicas do Padre Léo para alcançar o céu

Padre Léo | 17 de Janeiro 2019
Buscai as coisas do alto: 5 dicas do Padre Léo para alcançar o céu

Padre Léo sempre foi exemplo do amor de Cristo no meio de nós. Em suas pregações, de forma simples, objetiva e muitas vezes se utilizando de uma veia cômica, atingia muitos corações. A evangelização realizada pelo Padre perpetua até os dias de hoje, mesmo após seu falecimento em decorrência de um terrível câncer no sistema linfático, que se agravou em 2006 e resultou em uma infecção generalizada em 2007.

Tantos materiais, vídeos, livros lançados por ele ainda mantém viva sua memória. Há, também, pessoas que por conta dessas publicações conhecem somente agora este homem que tanto ensinou, principalmente aos jovens. 

Em nossa Comunidade Bethânia, da qual é fundador, e também na Canção Nova, Padre Léo teve a oportunidade de sempre acolher pessoas, mas sem pretensão, fez um trabalho missionário enorme. E foi justamente na própria Canção Nova, durante o evento Hosana Brasil 2006 que ele realizou sua última pregação, “Buscai as Coisas do Alto”, na qual também lançou o livro de mesmo nome que escreveu enquanto passou pela luta contra o câncer.

Diante de tantos ensinamentos, exemplo e amor que nosso fundador teve para com os “filhos” durante a vida e mesmo não estando mais presente fisicamente, mas por meio de seu legado, separamos cinco dicas preciosas que ele nos deixou de como buscar diariamente o céu mesmo ainda na Terra.

Confira quais são elas:

Ter um verdadeiro encontro com Jesus

Se você quer encontrar a verdadeira vida, você tem que achar Jesus

Ter um encontro pessoal com Jesus é essencial para entender o sentido da vida. Buscá-Lo é a primeira decisão para propiciar esse encontro. E a partir dele há uma ressignificação. Um entendimento profundo da missão, uma vida de verdade. Pois quando não há isso, antes de viver isso, qualquer coisa a resolver se torna um problema, se potencializam negativamente as realidades, pois não há confiança em Deus, muitas vezes nem se vê Deus. Vem o desespero, a crença de que não há nada além da vida na Terra, então se vive pensando apenas na realidade do agora, dessa vida. Quando na verdade nosso olhar deve estar na eternidade.

Tudo que você tem você vai perder...” 

Outra realidade apontada nesse contexto pelo Padre Léo é que de fato tudo que temos vamos perder. O dinheiro, os bens, as coisas. Literalmente, tudo vamos perder, pois não há como levar nada disso para o Céu. Então porque nos preocupamos e corremos tanto atrás das coisas que um dia não passarão de um nada? É preciso ter a consciência de que a única coisa que devemos nos preocupar em ter é Jesus, pois quem não tem Jesus, mesmo que tenha tudo, na verdade não tem nada. E esse sim é verdadeiramente pobre.

Jesus nos explica isso no Evangelho de São Lucas (10,38-42): \"Estando Jesus em viagem, entrou numa aldeia, onde uma mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. Tinha ela uma irmã por nome Maria, que se assentou aos pés do Senhor para ouvi-lo falar. Marta, toda preocupada na lida da casa, veio a Jesus e disse: “Senhor, não te importas que minha irmã me deixe só a servir? Dize-lhe que me ajude”. Respondeu-lhe o Senhor: “Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada”. 

Ou seja, “uma só coisa é necessária: estar com Jesus, ouvir a Palavra de Deus. E isso que é a única coisa que importa e que nunca nos será tirado!


Aproveitar a vida para buscar as coisas do alto

Padre Léo deixou ainda esse ensinamento: carimbar tudo em nossas vidas com o carimbo do céu ou do inferno. Analisar todas as nossas atitudes, o que fazemos com as nossas coisas, com o nosso dinheiro, de onde ele vem, a nossa sexualidade, nossos relacionamentos, todas as situações em que estamos envolvidos... 

Refletir sobre como podemos carimbar cada uma dessas coisas. Há o carimbo do céu, que são as coisas do alto, e o carimbo do inferno, que são as coisas da Terra. Precisamos refletir sobre qual dos dois carimbos temos utilizado mais. E qual carimbo se quer utilizar mais para haver uma verdadeira restauração.

“Não é que a partir dali você vai escolher o carimbo que quer colocar, mas que carimbo você pode colocar ali...”

Rompa com o pecado

A partir dessa conscientização sobre o que temos feito com nossas vidas, ter uma decisão, romper com o pecado, mudar, recomeçar. E para isso é necessário fundamentalmente receber o sacramento da Penitência, por meio de uma boa confissão.

Fazer um verdadeiro exame de consciência para o profundo arrependimento das coisas que fizemos que não levaram o carimbo de “coisas do alto”, e se permitir de forma despojada, à purificação que só o perdão de Deus traz.

Pedir socorro ao Espírito Santo

Espírito Santo, vem em socorro da minha fraqueza, dá-me a graça de carimbar a minha vida inteira com as coisas do alto

Para conseguir romper com o pecado é preciso pedir ajuda do Espírito Santo sempre, invocá-lo, pedir sabedoria, pedir a graça. Enfim, rezar. Essa oração nos aproxima de Deus e demonstra toda nossa necessidade d’Ele em nossas vidas.

Deus precisa ver que O reconhecemos como nosso único Senhor, e Ele tem misericórdia. Ele nos espera. Está de braços abertos para nos receber mesmo em meio a todas as nossas misérias. Pedir a unção do Espírito Santo então é o que nos inspira a estar cada vez mais em Deus e consequentemente ter forças para nos mantermos na missão de buscar incessantemente as coisas do alto e a reconciliação com Ele.

Se, portanto, ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Afeiçoai-vos às coisas lá de cima, e não às da terra. Porque estais mortos e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. Quando Cristo, vossa vida, aparecer, então também vós aparecereis com ele na glória” (Colossenses 3,1-4). 

 
 
Deixe seu comentário
Compartilhe