POPUP
AJUDE ESTA OBRA
ACESSE A NOSSA LOJA

Dicas para sua vida espiritual inspiradas pelo Padre Léo

Espiritualidade | 21 de Dezembro 2020

Nesse post você vai conferir alguns ensinamentos do Padre Léo para aprofundar sua espiritualidade. Clique e confira!

Dicas para sua vida espiritual inspiradas pelo Padre Léo

Padre Léo sempre foi exemplo do amor de Cristo no meio de nós, vivendo o carisma do acolhimento por onde quer que passasse. Em suas pregações, de forma simples, objetiva e muitas vezes se utilizando de uma veia cômica, atingia muitos corações. 

A evangelização realizada pelo Padre é o seu legado. Tantos materiais, vídeos, livros lançados por ele ainda mantém viva sua memória, mas principalmente as lições que transmitiu a cada pessoa que impactou em sua história, seja por meio das suas pregações assistidas por todos os cantos do mundo ou por aqueles que tiveram a oportunidade de conhecê-lo em vida. 

Confira, neste texto, algumas dicas do Padre Léo para viver sua espiritualidade.

“A fé é o fundamento da esperança, é uma certeza a respeito daquilo que não se vê”, fala como esse dom carismático nos impulsiona a caminhar sem perder a esperança no Senhor (Hebreus 11,1).

Busque as coisas do alto!

Padre Léo deixou-nos esse ensinamento: carimbar tudo em nossas vidas com o carimbo do céu ou do inferno. Analisar todas as nossas atitudes, o que fazemos com as nossas coisas, com o nosso dinheiro, de onde ele vem, a nossa sexualidade, nossos relacionamentos, todas as situações em que estamos envolvidos... 

Refletir sobre como podemos carimbar cada uma dessas coisas. Há o carimbo do céu, que são as coisas do alto, e o carimbo do inferno, que são as coisas da Terra. Precisamos refletir sobre qual dos dois carimbos temos utilizado mais. E qual carimbo se quer utilizar mais para haver uma verdadeira restauração.


É preciso estar aberto ao novo. 

Não devemos temer coisas novas, pessoas, comidas ou culturas novas. Triste de quem viaja para outros países, mas logo procura um restaurante com comida típica de seu país. Então, para que viajar? É preciso deixar-se impregnar pela cultura e pelos costumes locais. Ao menos para conhecer é preciso saborear. Se a outra pessoa daquele país gosta de tal alimento, por que não posso me arriscar? Abrir-se ao novo pode ser o começo de uma experiência muito interessante.

Tenha um verdadeiro encontro com Jesus.

“Se você quer encontrar a verdadeira vida, você tem que achar Jesus” 

Ter um encontro pessoal com Jesus é essencial para entender o sentido da vida. Buscá-Lo é a primeira decisão para propiciar esse encontro. E a partir dele há uma ressignificação. Um entendimento profundo da missão, uma vida de verdade. Pois quando não há isso, antes de viver isso, qualquer coisa a resolver se torna um problema, se potencializam negativamente as realidades, pois não há confiança em Deus, muitas vezes nem se vê Deus. Vem o desespero, a crença de que não há nada além da vida na Terra, então se vive pensando apenas na realidade do agora, dessa vida, quando, na verdade, nosso olhar deve estar na eternidade.

Tenha fé!

“A esperança é a âncora que levamos dentro da alma, que nos impulsiona e nos segura na hora da dificuldade, que nos oferece a segurança, principalmente na hora da tribulação. Portanto, exige crescimento interior. A fé carismática exige estudo. Padre Léo nos convida a nos lançarmos na fé, a darmos passos guiados por ela para que sejamos capazes de discernir entre o mal e o bem e a resistirmos aos ataques do mal que nos impedem de viver a santidade, e afirma que sem essa fé carismática não enxergamos o que está do outro lado.

Compartilhe suas tristezas e dores. 

Mais feliz ainda aquele que tem com quem compartilhar suas alegrias. O amigo verdadeiro é aquela pessoa a quem podemos nos revelar por inteiro. Muita gente tem medo de partilhar suas vitórias;  outras, nem mesmo têm com quem dividi-las; o outro parece sempre ser uma ameaça. Como vivemos numa constante competição, parece que ser feliz ofende os outros. Acreditar na felicidade é um bom caminho para encontrá-la, é uma trilha segura para construí-la.


Acolha seus erros e falhas.

Ninguém está vacinado contra os dissabores da vida. Portanto, ficar remoendo o passado gera o rancor, que é sempre prejudicial a nós e aos outros. A raiva emburrece a pessoa. O ressentimento bestifica. É preciso aprender a perdoar aos outros e a nós mesmos. O rancor produz medo de começar de novo. Viver é correr riscos sempre. Amar é um risco consciente; a vida é imprevisível! Só quem tem coragem de se arriscar saberá saborear a alegria das vitórias.

 
 
Deixe seu comentário
Compartilhe
 
 
 
 
 
MAIS DE Espiritualidade