FECHAR
Popup
 
 
POPUP
AJUDE ESTA OBRA

Os 3 motivos bíblicos que fundamentam a comunidade

Comunidade | 19 de Novembro 2018

"Por melhor que seja uma casa, ela só se transformará em um lar quando for aquecida pela lareira do diálogo, do amor, da ternura, da convivência e da troca de valores" - Padre Léo

Os 3 motivos bíblicos que fundamentam a comunidade

A Comunidade Bethânia acolhe filhos do mundo, irmãos em situações de vida difíceis, muitas vezes dependentes químicos, soropositivos, adolescentes grávidas abandonadas, menores largados nas periferias... e os abraça, ensina a viver uma vida digna, devolve essa dignidade humana, contribui para uma formação espiritual, física e psico-afetiva saudável. Isso tudo faz com que essas pessoas encontrem em Bethânia esse lar que o Padre Léo menciona na frase acima. Um lar que propicia o amor, o diálogo, o respeito e a convivência em um ambiente de paz.

Para formar esse lar, todos os esforços do Padre Léo se basearam em 3 motivos bíblicos, esses que são os pilares de nossa Comunidade: Lázaro, Marta e Maria. Essas três pessoas foram e são fundamentais na caminhada percorrida por Jesus na Terra e também nos ensinamentos deixados através das passagens relacionadas a cada um deles.

As histórias de cada um, Lázaro, Marta e Maria vai de encontro com os propósitos de Bethânia e solidifica nossa forma de atuar para resgatar pessoas não apenas das situações de vulnerabilidade, mas também e principalmente para apresentar a elas o Cristo Salvador.

Por isso, queremos compartilhar um pouco do que cada um desses motivos representa para nós em Bethânia. Confira!

#Motivo Lázaro

Lázaro é uma figura muito significativa, pois Jesus foi chamado para ir até ele no momento de sua morte, mas quando chegou já fazia 4 dias que ele havia morrido. Para os que estavam ali, ele "chegou tarde".

Como grande amigo de Lázaro, Jesus foi tomado pela emoção e chorou, expressou sua empatia e amor naquele momento. Ainda assim, fez seu milagre. Jesus mandou que tirassem a pedra do sepulcro, pediu que Deus ouvisse seu clamor a fim de que todos cressem, e apenas chamou Lázaro: "Lázaro, vem para fora!". E ele saiu, "[...]tendo os pés e as mãos ligados com faixas, e o rosto coberto por um sudário. Ordenou-lhe então Jesus: 'Desatai-o, e deixai-o ir'." ( João 11: 43,44)

Bethânia se inspira nessa passagem, um dos pilares de nossa comunidade, o motivo Lázaro nos motiva a gritar aos “Lázaros”, como Jesus fez quando o chamou, chamar os que estão presos nos sepulcros das drogas, do álcool, da prostituição, da violência e de toda espécie de contaminação: Vem para Fora! Vem para a vida!

Jesus ressuscitou Lázaro. Com ele nós também queremos assumir cada vez mais um compromisso pela vida plena. Queremos levar cada pessoa a um profundo encontro com Jesus Cristo Vivo, para que também possa sair destes sepulcros, soltar suas amarras e ter a experiência da vida nova que nos é oferecida por Jesus. 

#Motivo Marta

Marta é também irmã de Lázaro, exemplo de serva do Senhor, sempre pronta a trabalhar e oferecer o melhor ao Salvador.

Com ela como pilar e motivo de Bethânia, temos como propósito fixar nosso olhar em sermos servos do Senhor, nos colocarmos à serviço do próximo, cuidando e trabalhando para que as pessoas encontrem Jesus.

Ainda como exemplo, na passagem do Evangelho de São Lucas (10: 38-42), Jesus chega por outro lado a repreendê-la Marta tamanha servidão e preocupação excessiva com o trabalho, que sim, é necessário, mas não pode se sobressair ao olhar e ouvidos atentos à Palavra de Deus.

Muitas vezes seguimos um caminho, oferecendo tudo que temos, dando nosso melhor, e temos esse foco tão intenso que deixamos de lado a serenidade e a atenção ao que realmente importa: a Palavra e a presença de Deus em nosso meio.

"Estando Jesus em viagem, entrou numa aldeia, onde uma mulher, chamada Marta, o recebeu em sua casa. Tinha ela uma irmã por nome Maria, que se sentou aos pés do Senhor para ouvi-lo falar. Marta, toda preocupada na lida da casa, veio a Jesus e disse: 'Senhor, não te importas que minha irmã me deixe só a servir? Dize-lhe que me ajude'. Respondeu-lhe o Senhor: "Marta, Marta, andas muito inquieta e te preocupas com muitas coisas; no entanto, uma só coisa é necessária; Maria escolheu a boa parte, que lhe não será tirada." (Lucas 10: 38-42)

Nós queremos trabalhar e servir nossos irmãos. Além disso, queremos fazer do trabalho uma importante dinâmica para todos os nossos filhos. Com Marta devemos aprender justamente a importância do trabalho, do empenho por um mundo novo, um mundo que precisa ser construído com a colaboração efetiva de cada um de nós. E ela surge como esse exemplo em Bethânia.

#Motivo Maria

Maria, irmã de Marta e Lázaro, foi quem na mesma passagem retratada em Lucas 10: 38-42 optou por sentar e ouvir o Senhor, largando todo o resto, pois nada mais importava naquela hora. Que mais poderia importar estando na presença do Salvador?!

Dela se diz que Jesus expulsou sete demônios, ou seja, sua vida foi terrivelmente marcada pelo pecado, mas, a experiência que fez de Jesus foi tão profunda que ela se transformou numa “discípula”, por isso mesmo sua atitude passa a ser a escuta amorosa.

Ela antes era prostituta, vivia junto aos irmãos em Bethânia, uma colônia de leprosos, ou seja, possuíam a doença. E como os leprosos na época eram excluídos, justamente por isso, viviam nessas colônias afastadas. E, por não poder se misturar a outros vilarejos, Maria encontrou sua forma de ganhar dinheiro naquela região, sendo prostituta de leprosos. O que a fez juntar bastante recursos. Esses pelos quais ela trocou por perfumes caríssimos, que a ajudavam a conquistar os clientes e com um dos quais  chegou a ungir Jesus em outra ocasião num jantar na casa de Simão.

" [...]E, estando a seus pés, por detrás dele, começou a chorar. Pouco depois suas lágrimas banhavam os pés do Senhor e ela os enxugava com os cabelos, beijava-os e os ungia com perfume. [...] E voltando-se para a mulher, disse a Simão: 'Vês esta mulher? Entrei em tua casa e não me deste água para lavar os pés; mas esta, com suas lágrimas, regou-me os pés e enxugou-os com os seus cabelos. Não me deste o ósculo; mas esta, desde que entrou, não cessou de beijar-me os pés. Não me ungiste a cabeça com óleo; mas esta, com perfume, ungiu-me os pés. Por isso, te digo: seus numerosos pecados lhe foram perdoados, porque ela tem demonstrado muito amor. Mas ao que pouco se perdoa, pouco ama. E disse a ela: 'Perdoados te são os pecados'." (Lucas 7: 38-48)

Até que após seu contato com Jesus ela toma uma decisão de vida, de conversão, e rompe com o pecado. Não foi fácil, ela teve diversas recaídas, mas Jesus estava lá e a esperava. Ela então literalmente quebra os perfumes caríssimos, frutos do pecado, e os derrama aos pés do Senhor como marco desse rompimento.

Por isso, Maria de Bethânia torna-se para todos nós um modelo e um sinal. Com ela queremos nos despir de todos os nossos pecados, de todas as nossas fraquezas e hipocrisias. Com ela queremos aprender a entregar para Jesus todo o nosso passado, inclusive aquilo que é consequência de nossos pecados. E Jesus a acolhe, assim como nós também devemos ter a coragem de acolher, de tocar e permitir que nos toquem todos aqueles que estão jogados à margem da vida. Maria de Bethânia é exemplo de restauração espiritual.

Assim como Jesus tocou nessa família, ele nos chama à restauração das famílias, à união, ao acolhimento. Em Bethânia formamos uma família, um lar que está sempre pronto a ressuscitar, servir e restaurar almas. Essa missão não é só em Bethânia, é também na família de cada um, é no mundo, é uma missão de todos nós.

Conheça mais a Comunidade Bethânia. Faça-nos uma visita e continue a navegar pelo nosso blog para acompanhar um pouco mais do que é Viver Bethânia. Participe dessa missão.

 
 
Deixe seu comentário
Compartilhe